terça-feira, 1 de novembro de 2011

Alma Abatida!

"E bem-aventurado é aquele que em mim se não escandalizar". "E, quando aqueles homens chegaram junto dele, disseram: João o Batista enviou-nos a perguntar-te: És tu aquele que havia de vir, ou esperamos outro? E, na mesma hora, curou muitos de enfermidades, e males, e espíritos maus, e deu vista a muitos cegos.Respondendo, então, Jesus, disse-lhes: Ide, e anunciai a João o que tendes visto e ouvido: que os cegos vêem, os coxos andam, os leprosos são purificados, os surdos ouvem, os mortos ressuscitam e aos pobres anuncia-se o evangelho". (Lucas 7.23,20-22).

João, o Batista, aquele que havia dito 'que Ele cresça e que eu diminua', estava em crise. Sabia que Jesus era o Cristo, no entanto, não conseguia entender como Ele, poderoso para curar enfermos, libertar cativos, salvar vidas e ressuscitar mortos, nada operava em relação a ele, seu antecessor, aquele de quem o profeta Isaías profetizara, 'a voz que clamaria no deserto, aquele que prepararia o caminho do Senhor, endireitando as Suas veredas'; o mesmo de quem Zacarias, seu pai, proclamara que seria chamado 'profeta do Altíssimo, indo adiante da face do Senhor e preparando os seus caminhos, para dar ao seu povo conhecimento da salvação, na remissão dos seus pecados'. Porque o Senhor se calara com respeito ao clamor de libertação de João Batista?

Por que o Senhor permitiu que Jó passasse por tudo o que passou? Por que o Senhor permitiu que Israel vagasse no deserto por 40 anos? Por que o Senhor permitiu todas as provações e dificuldades que passou Paulo? Por que o Senhor permitiu que você e eu passássemos (passemos e/ou passaremos) por situações duras e extremamente difíceis, que fazem com que 'até da vida nos desesperamos?

Por três razões fundamentais:

1ª) Para que você e eu conheçamos nosso coração, nosso verdadeiro eu que é cheio de armadilhas e engano!
2ª) Para dar-nos a chance de corremos a Ele em arrependimento e em rendição e absoluta dependência, a fim de o conhecermos mais e ao seu poder e à sua entranhável misericórdia, para que sejamos melhores, não para nós mesmos, mas como Jó, abençoando nossos inimigos, amando aos que nos perseguem, vivendo o vivo, puro e simples evangelho...
3ª) Para que ELE cresça e nós diminuamos.

Não importa a minha ou a sua vontade, mas sim a dELE! E só o que Ele, deseja deve ser verdadeiramente estabelecido!
João escandalizou-se com o Senhor, porque pôs em dúvida seu ministério, uma vez que 'havia esquecido dele, alguém tão importante para a obra do Eterno! Quantas vezes, em nossa absoluta cegueira e ignorância, duvidamos da obra do Senhor em nossas vidas e através de nossas vidas. Como temos necessidade de possuir alguma coisa (ministério, títulos, cargos, bens...) para que nos sintamos vivos, fazendo parte de algo....Onde está nosso tesouro, aí está o nosso coração!

Nada somos e nada podemos fazer que não tenhamos recebido do Senhor. Se tomamos posse daquilo do qual somos apenas mordomos, possivelmente terminaremos como João, 'descabeçados', porque nada e ninguém nos pertence. Mas, como JESUS, que nada tinha de si mesmo, mas vivia na dependência do PAI, que o Senhor nos ensine esse modo de vida, para que a glória seja sempre dEle e não nossa!

2 comentários:

  1. greetings from usa!
    you have a great blog.
    you are welcomed to visit me
    http://blog.sina.com.cn/usstamps
    thank you.

    ResponderExcluir